sexta-feira, 18 de março de 2011

Em 1010 foi registrado mais de 90 jornalistas mortos

Triste fato sobre os nossos colegas jornalistas.

Foi divulgado em fevereiro pela Federação Internacional de Jornalistas (FIJ), um completo relatório de mortes trabalhadores da imprensa e de jornalistas no exercício da profissão em 2010.

94 mortes foram registradas, demonstrando os riscos crescentes que enfrentam os jornalistas em todo o mundo. 

2.271 profissionais de imprensa mortos já foram computados, desde quando a FIJ iniciou a elaboração de seu relatório anual, em 1990. Em 2010 foi registrado que o Paquistão ficou com o pior índice de segurança para os trabalhadores na comunicação, com 16 mortes, seguido pelo México e Honduras, que tiveram dez nomes na lista de mortos. Mais detalhes em: http://fenaj.org.br/materia.php?id=3305

Aos amigos e colegas jornalista de todo o mundo, o nosso apreço, estima e louvor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário