Poesia... -> Minha gente... que ruído é esse?

Essa “passagem sonora noturna”
ocorreu quando eu estava num
albergue em Salzburg, na Áustria. 
Pena que não tenha sido uma
sinfonia do nativo Mozart...

Que ruído é esse?
Que vem e que vai.
Seria uma pessoa?
Muito sonoro, imploro:
que ruído é esse?

Ruído bem peculiar
lembra uma cafeteira, que bobeira
estou num quarto, que quarto?
num albergue na Áustria.

Ruído intermitente, displicente
acordou-me, de fato
seu barulho, mais alto
olho de cima, igual a um gato.

Ruído chato, ruído ruim
olho ao redor e o redor me olha,
são mais alberguistas acordados
pelo barulho estridente.

Ruído de madrugada, é uma cafeteira?
Não! É uma pessoa que ronca
Todos, já na bronca,
tentam acordar o homem.

Ruído sem fim, mas agora distante
no corredor permitiu a todos dormir
Hoje, quando ouço uma cafeteira
a lembrança do albergue torna a surgir.

Fonte: www.fotoserumos.com/poesia_ruido.htm 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Canon lança no Brasil lente EF 24-105mm f/3.5-5.6 IS STM

Bob Wolfenson, um dos maiores nomes da fotografia de moda, expõe em Curitiba

Lendário grão-mestre de artes marciais virá ao Brasil