segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Dicas básicas para uma viagem tranquila

Cordilheira dos Andes. Foto: Levis Litz
Sair por aí e conhecer o mundo pode acarretar muitos problemas, principalmente se você é marujo de primeira viagem. Mas para evitar dissabores, basta tomar alguns cuidados bem simples. Seja qual for o seu destino ou o meio de transporte, o importante é saber programar bem sua viagem. Entretanto, é fácil perceber que muita gente não viaja por falta de informações e por achar que as viagens são muito caras.


Em muitos casos sim, mas com algum planejamento, você pode fazer viagens maravilhosas, que custam menos do que você imagina. E dentro desse planejamento, há preceitos fundamentais que devem ser seguidos.

Indo de carro

Antes de iniciar a jornada: revisão geral do veículo e dos itens de viagem. Na partida: nada de álcool, drogas então nem pensar. Nunca se alimente demais e nem coma refeições pesadas. Em trajetos longos dê um tempo para suas pernas e pare um pouquinho. Preste atenção à sinalização.

Monte Roen - Itália.
Foto: Valesca Giordano Litz
Será por aqui ou por lá?

Ai, meu deus! Estou perdido! Se você não quiser passar por uma situação desse tipo, invista tempo e dinheiro num detalhado roteiro. Compre um bom guia de viagem. É fundamental para uma locomoção segura e sem percalços.

Conhecer a História

Quando vamos viajar para lugares históricos ou sítios arqueológicos como Israel ou Machu Picchu, a falta de conhecimento é um erro terrível. Estude, antes de partir, a História recente ou antiga para aproveitar melhor o local quando chegar lá.

Ir ou não ir de mochila

Para quem vai andar bastante, subir montanhas e acampar em parques como Torres del Paine, no Chile, a mochila é um item indispensável. Mas cuidado com a sua coluna. O modelo deve ser confortável, reforçado e anatômico. Lembre-se que quanto maior a mochila, maiores são as chances de você carregar mais peso. Por isso, pense duas vezes, quanto ao tamanho. Carregue o básico.

Dá uma carona?

Esse jeito de viajar pode ser econômico, mas não é muito seguro. Mas se você vai encarar, lembre-se de ir para as saídas das cidades, levar pouca bagagem, levar mapa da região para onde vai e nunca viajar em mais de duas pessoas, o que dificulta a carona.
Aventuras radicais 

Antes de sair por aí desafiando o perigo em busca de emoções fortes entrando numa caverna como a de Zedequias, em Israel, adquira um bom condicionamento físico e mental e não esqueça de levar o equipamento adequado para evitar quedas, lesões e coisas do tipo.

Puerto Madryn - Patagônia Argentina.
Foto: Valesca Giordano Litz
Albergues da Juventude - HI -> Hostelling International ou Camping

Tanto albergues como campings são opções baratas de hospedagem. As diárias custam pouco e existem nos quatro cantos do planeta, se bem que nosso planeta não tem cantos, mas você entendeu, não é? Seja na Terra do Fogo, como em outra qualquer parte do mundo, esta é uma maneira interessante de conhecer viajantes de inúmeros países e culturas diferentes.

The dog nhoc nhoc my pernation

Para quem pretende andar por terras estrangeiras como a Escócia, é importante saber inglês ou o idioma do país para onde se vai. Pelo menos para se comunicar nas situações mais comuns e necessárias: onde fica o banheiro, restaurante, hotel, correio, táxi, metrô, polícia...

Estou enjoado, urgh!

Muitas curvas na estrada, turbulências de vôo ou balanço de navio num cruzeiro pelo Mediterrâneo acabam atrapalhando o glamour de uma viagem. Por ser um distúrbio natural e passageiro, o melhor a fazer para minimizar o enjôo é, durante o percurso, respirar profundamente (ao ar livre se possível), não ler, não comer, não acompanhar a paisagem pela janela, evitar odores de fumaça e alimentos.

Meu rico dinheirinho

A segurança do dinheiro é a principal preocupação para muitos viajantes. Os "modernos cheques de viagens" são considerados os mais seguros, seguido dos cartões de crédito e cartões de bancos. O dinheiro vivo é que apresenta mais risco. Nunca carregue valores altos e distribua-os pelo corpo, deixando os valores menores mais a mão. Há bolsas e cintos especiais para esconder seu dinheiro. Em caso de ir para o Egito, tenha bastante trocado da moeda local.

Pés gelados

Se você estiver indo para lugares gelados como o Glaciar Perito Moreno na Patagônia Argentina, não deixe o frio pegar no seu pé. Adquira uma bota leve com cano alto, solado espesso e resistente para manter o seu pé bem confortável, seco e quentinho. Uma dica de um velho esquimó: "se você estiver com as extremidades (pés, mãos e cabeça) aquecidos, nem precisa de traje para o resto".

Bye-bye bagagem

Toda precaução é mínima. Nem pense em colocar dinheiro ou jóias em malas, leve-as na bagagem de mão. Se puder faça seguro. Coloque nome e endereço completos. Nunca deixe sua bagagem sozinha, mesmo em salas de espera. Em alguns países como a Inglaterra isso pode ser interpretado como uma bomba deixada por algum terrorista e aí até você explicar que: "focinho de porco não é tomada...".

Para matar as saudades

Longe de casa há mais de uma semana e a saudade bate forte? Remédio: lembrar da pressão do trabalho, da falta do que fazer aos domingos à tarde, das "proezas" dos nossos governantes, daquele amigo chato, do aumento de tudo, menos do seu salário e, principalmente, de como será difícil voltar a viajar para o mesmo local... Ainda vai ficar com saudades?

Imagens para a eternidade

Você não precisa ser nenhum fotógrafo profissional para registrar belas imagens da sua viagem pela Grécia. Uma câmera pequena, automática, com flash embutido e autofocus é uma boa pedida. Não adianta comprar máquinas sofisticadas e depois ficar vendo os navios no Porto de Pireus (Grécia) passarem enquanto tenta descobrir como manusear a sua câmera de forma adequada.

Quem sou, de onde venho e para onde vou?

Muito mais que um simples pontinho no mapa do Sistema Solar, o nosso planeta tem ótimos lugares para relaxar, se divertir e encontrar pessoas. Assim, tome cuidado, siga algumas medidas de segurança e vá passear pelo mundo. Conhecendo pessoas e a si mesmo, conhecerás o universo, diz, em parte, a máxima.

Boa viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------
Nota : Este texto reflete fielmente os fatos quando publicado, entretanto, alguns de seus dados podem ter sido alterado com o tempo. Certifique-se de obter informações atualizadas por outras fontes antes de tomar este texto como referência.
-----------------------------------------------------------------------------------
Comente este texto aqui ou em: fotoserumos@gmail.com  ou levislitz@hotmail.com
-----------------------------------------------------------------------------------
Quer ler mais Histórias de Viagem? Visite: Fotos e Rumos (http://www.fotoserumos.com/)

Um comentário:

  1. Comentário recebido no FaceBook de Letícia Viana. Salvador - BA: "Gostei muito do seu texto!!! Também sempre me perguntei como monumentos como Stonehenge e os da Ilha da Páscoa foram erigidos! Sempre sonhei em conhecer vários deles mas meus favoritos são STONEHENGE e Macchu Picchu!! Bjs!!! Sucesso no seu "blog", que é muito interessante!"

    ResponderExcluir