sábado, 21 de fevereiro de 2015

Esfera de metal vinda do espaço expele material biológico e intriga cientistas

Saiu na Revista Galileu

A ideia de uma civilização extraterrestre avançada enviar ao nosso planeta uma cápsula contendo material biológico parece pura ficção científica, certo? 
Pois saiba que o cenário é levado a sério por pesquisadores das universidades de Birmingham e de Sheffield, na Inglaterra, depois de uma descoberta recente e completamente extraordinária.



quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O Escaravelho do Diabo: livro clássico infantojuvenil chega aos cinemas

O Escaravelho do Diabo é um clássico da literatura infanto-juvenil do Brasil. Foi lançado em 1972, na Série Vaga-Lume. 

Foi escrito por Lúcia Machado de Almeida, mineira, que já ganhara vários prêmios literários durante sua carreira, formada em jornalismo e até hoje foram feitas vinte e seis edições deste livro. 

A obra foa selecionado para o Programa Nacional de Biblioteca da Escola em 1999 e deve chegar ao cinema no fim deste ano.

-------------------
Para saber mais

http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?id=1533232&tit=&tit=O-Escaravelho-do-Diabo-classico-infantojuvenil-chega-aos-cinemas

Uma mãozinha para 92 idosos


Numa ação social para ajudar a suprir as necessidades do Asilo Jesus Maria José, com 92 idosos em São José dos Pinhais, PR, a ONG Ação Sem Limites está arrecadando alimentos (arroz, feijão, leite integral, margarina, entre outros). 

A meta é arrecadar 500 kg de alimentos. A entrega será dia 22 de fevereiro (domingo). 

Se você pode doar e deu aquela vontade de ajudar, entre em contato direto com a Noemi Cardoso pelo telefone (41) 9641-8769.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia já está com inscrições abertas



Em 2015 o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realiza a sua 6ª edição. O projeto ganhou força e já entrou para o calendário de grandes editais nacionais. O Diário Contemporâneo incentiva a cultura, arte e linguagem fotográfica em toda a sua diversidade, e a educação e a pesquisa com uma programação de palestras, encontros com artistas, oficinas e atividade educativa com as escolas. As inscrições do 6º Prêmio já estão abertas desde o dia 19 de dezembro e seguirão até 14 de fevereiro de 2015.
Com o tema Tempo Movimento, o objetivo desta edição é abrir espaço para propostas em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes.
As percepções em relação à imagem foram desdobradas, como observou Mariano Klautau Filho, curador do projeto: “atualmente, já no contexto dos processos digitais no qual a mistura entre cinema, vídeo e fotografia trabalha a favor das narrativas pessoais, das pequenas histórias e ainda da reconfiguração descritiva da vivência social, os artistas da imagem utilizam a fotografia como experiência de um tempo que dura”.
Tempo, movimento, narrativa, sequência. “Na medida em que o cinema avança, a fotografia vai buscar no exercício da série um alimento necessário, utilizando-se desse aspecto para narrar acontecimentos e ampliar a noção de realidade”, conclui Mariano.
O projeto selecionará e premiará obras que estabeleçam dinâmicas de mobilidade da imagem, seja ela fixa ou em movimento, seja congelando ou expandindo a ideia de tempo.
O Diário Contemporâneo tem o objetivo de contribuir na ampliação do espaço para a produção fotográfica nacional consolidando o Pará como lugar de reflexão e criação das artes da imagem. Aberto a todo o território nacional, podem se inscrever os artistas brasileiros ou estrangeiros residentes no país há mais de três anos. Ao se inscrever o candidato concorre livremente a qualquer um dos prêmios de acordo com a sua linha de trabalho, não havendo hierarquia na premiação.
Os dossiês inscritos deverão conter: portfólio com as imagens da série proposta para o Prêmio, sendo uma série de no mínimo oito e no máximo doze imagens de até de 24×30cm cada uma; breve apresentação sobre o trabalho com no máximo quinze linhas; currículo resumido; dados técnicos de montagem, formato e dimensões para apresentação da obra, segundo suas especificidades. O endereço de entrega e envio é a sede do VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, que fica localizada na Rua Aristides Lobo, 1055, bairro do Reduto.

O JURI
A comissão de seleção desse ano será formada pela fotógrafa e pesquisadora no campo da imagem, Lívia Aquino, mestre em Multimeios, doutora em Artes Visuais pela Universidade de Campinas (Unicamp), coordena e leciona na Pós-graduação em Fotografia da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP-SP), além de editar o blog Dobras Visuais; Marisa Mokarzel curadora, crítica e pesquisadora em Artes, professora do Mestrado em Comunicação, Linguagens e Cultura e dos cursos de Artes Visuais e Moda, da Universidade da Amazônia (UNAMA), mestre em História da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará, ela atua em comissões e projetos de curadoria no Brasil, e recentemente publicou o livro “Navegante da Luz” sobre o trabalho de Miguel Chikaoka que foi o artista homenageado da 3ª edição do Diário Contemporâneo; e Val Sampaio, artista e pesquisadora em Artes, professora da Universidade Federal do Pará, na Faculdade de Artes Visuais, mestre e doutora em Comunicação e Semiótica (PUC/SP) e Pós-Doutorado em Poéticas Digitais (ECA/USP), e que também coordena o Grupo de Estudo Territórios Híbridos, em arte e tecnologia.
Serão selecionados no máximo vinte e cinco artistas, incluindo os três contemplados com os prêmios no valor de R$ 10.000,00 cada, de acordo com as seguintes linhas de trabalho: Prêmio Tempo Movimento, destinado a todos os artistas selecionados que apresentem trabalhos de abordagem documental, voltados ao cotidiano – região, paisagem ou comunidade – ou originados de um projeto específico de documentação; Prêmio Diário Contemporâneo, destinado a todos os artistas selecionados cujo trabalho fotográfico apresente relações com outras linguagens e suportes – instalação, vídeo, objeto, performance, ou que ainda proponha novas sintaxes na representação fotográfica; e Prêmio Diário do Pará, destinado somente a fotógrafos paraenses e/ou residentes atuantes no Pará por pelo menos três anos, este prêmio abrange todas as poéticas e propostas conceituais.
Será oferecida, também, uma ajuda de custo aos artistas selecionados para a produção de suas obras no valor de até R$ 1.200,00. A mostra coletiva com os trabalhos dos artistas selecionados e premiados será realizada nas salas Valdir Sarubi, Sala Gratuliano Bibas e Laboratório das Artes do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, em Belém. O projeto inclui, em sua programação, a participação de um artista especialmente convidado para a edição, cuja mostra será apresentada no Museu da Universidade Federal do Pará, instituição parceira. Para o mesmo museu, está programada, também, uma mostra especial reunindo a produção recente de artistas paraenses com trabalhos selecionados pela curadoria do projeto.
Além das mostras expositivas, o Diário Contemporâneo é constituído por palestras, encontros com artistas, oficinas e atividades de arte educação. Essas atividades ocorrerão nos meses de março a junho de 2015.
O projeto publicará na edição seguinte a esta o catálogo das imagens dos trabalhos selecionados e premiados e ensaio do artista convidado. A publicação incluirá também textos críticos, artigos e entrevistas.
O Edital e a Ficha de Inscrição estão presentes no site www.diariocontemporaneo.com.br.
O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é uma realização do jornal Diário do Pará, com patrocínio do Shopping Pátio Belém e Vale, apoio institucional da Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus/ Secult-PA, Sol Informática e Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA).

SERVIÇO: VI Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia já está com inscrições abertas. Informações: Rua Aristides Lobo, 1055 (entre Tv. Benjamin Constant e Tv. Rui Barbosa) – Reduto. Contatos: (91) 3355-0002; 8367 -2468; premiodiario@gmail.come http://www.diariocontemporaneo.com.br.