segunda-feira, 11 de maio de 2015

29 de Abril - Uma quarta-feira sangrenta em que 31 políticos votaram contra os professores do Paraná

Deputado Ademar Traiano, como Presidente da Assembleia não pode votar, mas - indiferente ao massacre, afirmou - segundo transcrição publicada em Diário Oficial: "Quero dar uma informação. Acabei de falar com o Secretário da Segurança, ele me disse que há 50 black blocs que estão tumultuando com pedra e que os demais já estão pacificados, sentados próximo da Prefeitura. Portanto, a Sessão vai continuar."
Não havia black 
blocs conforme a Defensoria comprovou mais tarde.










Deputado Luiz Cláudio Romanelli disse durante ação da PM no Centro Cívico, publicada em Diário Oficial: "É que eu estava lá em cima no oitavo andar vendo, de fato, não é professor que está avançando em cima da polícia, está óbvio que não é professor, é gente mascarada com outro tipo de coisa. Desculpa, não estamos falando de professor que está ali fora, porque é black bloc que está lá fora atacando a polícia. É black bloc, sim, estava vendo lá. Não tem professor." A Defensoria comprovou que não houve ação de black block. Isso foi uma mentira que partiu do Governador do Estado do Paraná - Beto Richa. 





















#SomosTodosProfessores #ForaBetoRicha #ImpeachmentBetoRicha


Nenhum comentário:

Postar um comentário